Quer deixar de ser “cachorra”??

Bendito o inventor da internet. Sem ela, não saberíamos de “meio mundo de coisa” que acontece nesse vasto mundão. A última da vez vem de uma ex-celebridade (se é que eu posso dar essa denominação) de nome: Sarah Sheeva. Os mais jovens se perguntarão: Sara Quem?? Alguns que são mais velhos e mais desligados do mundo da música se farão a mesma pergunta. É compreensível.

Sarah é filha de Baby (do) Brasil. Junto com suas irmãs de nomes estranhos, fez parte do grupo SNZ (que eu não saberei citar uma música aqui…mas, basta uma googlada e pronto!). Bom, o foco deste texto não é sua mãe e nem o grupo ao qual pertenceu. Mas, uma campanha que ela encabeça e que está dando o que falar por aí.

Continue lendo

Não deixe o “Oi” para depois


Houve um tempo em que as pessoas gostavam de demonstrar seus sentimentos.
Era lindo de se ver.
Foi ali atrás, no início das redes sociais e dos apps de mensagens instantâneas.
Ficávamos grudadinhos nos aparelhos celulares (ou nos computadores) só esperando o “crush” dar um “Oi”. E, instantaneamente, respondíamos.
Num misto de alegria e entusiasmo. E a conversa corria solta, até altas horas da matina.

Hoje, continuamos grudados nos aparelhos. Mas, demonstrar interesse imediato não faz sentido. “Ele não pode achar que eu sou fácil”, “Preciso me fazer de difícil e ocupada”.
É um tal de: “só vou falar com ele, se ele falar comigo”; “só atendo depois do quarto toque”; “se estiver online e não falar logo comigo, eu não respondo mais”. E muitos e muitos doces depois, você deixa a oportunidade de conhecer uma pessoa bacana passar.
Continue lendo

Stalkear ou não?! Eis a questão.


Está tudo tranquilo no relacionamento. O carinho tá lá. O amor, sem sombra de dúvida. Estão felizes.
Mas, a mulher vive com uma pulga atrás da orelha: “se tudo vai bem é porque algo pode estar indo mal”.
Mulher, te aquiete. Confie no seu par.
E quem disse que ela ouve?

Ela resolve stalker. Fuçar o Facebook do pobre rapaz.
E mulher ciumenta investiga melhor que a equipe do CSI. Dá até gosto de ver.
Sabe quando sua professora do Ensino Fundamental te dava nota pela organização e capricho no seu caderno?
Ou quando ela te avaliava pelo comportamento em sala e relacionamento com os coleguinhas?
A mulher só quer poder dar uma estrelinha ou uma carinha feliz para o perfil do amado. Uma nota 10.
Continue lendo

Você me faz melhor!

Nossa diferença de idade não importa.
Assim como não importa a opinião dos outros sobre nossa união.
Nós sabemos que estávamos (e estamos) preparados. E provamos isso a cada dia. Um para o outro.
Porque os outros não nos interessam.

Aprendi tanto com você nesses mais de mil dias em que estamos juntos.
“Seja direta”, “não guarde mágoas”, “demonstre e fale sobre seu desagrado”, “procure por seus amigos”, “trabalhe com o que gosta”. Rs. Ouço sua voz repetindo e repetindo essas frases.
Você me faz melhor a cada dia.

Continue lendo

Casamento ao ar livre!

Em março do ano passado (2016), aconteceu minha cerimônia de casamento.
Uhuuuuuu, casei, minha filha!!! 🙂 🙂

É engraçado como tudo vira de ponta cabeça quando encontramos A PESSOA. Aquela com quem queremos ficar junto por horas a fio, que não sai da nossa mente e, de repente, me vi aceitando um pedido de casamento e louca na organização de toda a cerimônia. Eu nunca tive o sonho de casar. Mas, ele mereceu o meu: “Ok! Estou pronta para embarcar nessa contigo”.

Continue lendo

Por que os relacionamentos acabam?

Nunca mais, um diz ao outro com toda a certeza momentânea. Há um bater de porta e lágrimas rolam. O rompimento sempre traz a sensação de impotência, como se amar não fosse o bastante; como se estivéssemos sempre em busca do inalcançável. Não é preciso saber quem está errado ou quem tem razão. Compreender o que rompeu a estabilidade sentimental é que deve ser trabalhado. Então, por que os relacionamentos acabam?

Continue lendo