Por que não falo sobre feminices?

Tava de bobeira aqui, conversando com uma amiga sobre os caminhos e o futuro do blog. E ela me pergunta: por que você não fala sobre produtos de beleza? Por que não adentra mais ao universo feminino?

A resposta, dentre tantas outras que eu queria dar é: eu não sou feminina. Claro que eu me arrumo. Tenho minhas vaidades. Mas, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Explico: fui criada com dois irmãos homens. Minha mãe não era muito vaidosa (só a via arrumada quando tinha um grande evento, onde ela não podia ir de short, camiseta e chinelo..rs). E meu pai, bastante conservador. Lembro de uma vez que ganhei uma maquiagem (daquelas que se compra em armarinho, coisa bem infantil) e resolvi me aariscar a passar um dos batons da paleta. Eu devia ter uns…9…10 anos. Cheguei toda pomposa no trabalho da minha mãe, ostentando meus “beiço rosa”. Eu mal tinha pisado no lugar e já escutei meu pai gritando lá de longe: “Vá tirar esse batom. Sua ‘enxerimenta'”.

Continue lendo